O pássaro, o espelho e o egoísmo

Padrão

Ontem, eu e minha filha lemos o livro “A volta do pássaro encantado”, de Rubem Alves, uma fábula da série “Histórias para pequenos e grandes”, da editora Paulus.

Pensei que era mais uma história infantil para contar antes de dormir. Mas, para a minha grata surpresa, o livro fala de um sentimento que vem dominando o século XXI: o egoísmo. A história é contada daquele jeito que criança entende, de forma muito simples, com ilustrações ocupando mais da metade de cada uma das 32 páginas.

Com uma narrativa redondinha e cativante, o autor nos faz refletir sobre os relacionamentos, como agimos com o nosso próximo e como lidamos com os (nossos) sentimentos. O antídoto para esse sentimento negativo e destrutivo é revelado logo no começo, mas como as pessoas gostam de complicar, perde-se tempo, saúde e humor em buscas sem fim.

É um livro para todos porque cumpre o papel de semáforo da vida. Faz a gente parar para pensar e reavaliar nossas escolhas e nossos sentimentos. São reflexões filosóficas simples e diretas. E para que complicar, não é mesmo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s