Adorável Cohen

Padrão

A revista espanhola Telva apresenta 5 motivos para adorar Leonard Cohen que ganhou o Prêmio Príncipe de Astúrias das Letras. Você o conhece? Que bom! Ainda não? Então venha conhecê-lo aqui e se entregue a poesia, a paixão e a sedução de um grande compositor e intérprete canadense.

Sedutor

Sua voz profunda e impassível e sua capacidade quase mágica em transmitir emoção sem ao menos mover um único músculo são universais. Alguém que sempre se declarou um “pessimista militante” tem inspirado três gerações com seu folk rock contracultura.

Tímido

Ele se confessa “tímido e intimista”. Em 1994 cometeu a que ele considera “a maior indiscrição de minha vida, quando revelei à BBC que a minha canção Chelsea Hotel n02 era dedicada a cantora Janis Joplin, com quem mantive uma fugaz relação sentimental”.

Poeta

O jurado do prêmio Príncipe de Astúrias destacou que “sua poesia e sua música se reúnem em um valor contínuo”. É um excelente narrador das relações amorosas e tem uma grande sensibilidade para contar a vida como uma canção sem fim.

Místico

Durante boa parte da década de 90 ele viveu recluso em um monastério budista, na Califórnia. Seu nome zen era Jikan que significa silencioso. Em 2006 abandonou seu retiro espiritual devido ao desfalque que teve em sua conta bancária feita pela sua amante e empresária, Kelly Lynch.

Lorquiano

“A poesia de Lorca é como a música folk banhada pela luz da lua”, disse Cohen a Alberto Manzano, seu amigo e biógrafo. Sua devoção pelo gênio de Granada o levou para o flamenco (gênero musical da Andaluzia) e ao encontro com Enrique Morente. Juntos, gravaram “Omega”, em 1996, considerado um dos melhores discos das últimas décadas.

Para contemplar e/ou conhecer sua riqueza lírica, compartilho com vocês o vídeo de uma música sensual, suave e apaixonante. Abaixo, a tradução.

Dance Me To The End of Love

Dance comigo com sua beleza ao som do violino ardente

Dance comigo através do medo até nos reunirmos em segurança

Erga-me como um ramo de oliveira e seja minha pomba da paz

Dance comigo até o fim do amor

Oh deixe-me ver sua beleza quando os delatores se forem

Deixe-me sentir seus movimentos como faziam na Babilônia

Mostre-me lentamente que só eu conheço os limites da

Dance comigo até o fim do amor

Dance sempre comigo durante nosso casamento

Dance comigo carinhosamente e por muito tempo

Estamos protegidos pelo nosso amor, buscamos a nós mesmos

Dance comigo até o fim do amor

Dance comigo antes que as crianças peçam para nascer

Dance comigo através das barreiras que nossos beijos têm desgastado

Fazer um abrigo agora, para enfrentar as tempestades

Dance comigo até o fim do amo

Dance comigo com sua beleza ao som do violino ardente

Dance comigo através do medo até nos reunirmos em segurança

Toque-me com sua mão nua, acaricie-me com sua luva

Dance comigo até o fim do amor

Fonte: Revista Telva, agosto de 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s