Pesquisas sobre fertilidade feminina derrubam mitos

Padrão

Meninas, acabo de ler na revista Marie Claire francesa, uma nota sobre duração da fertilidade feminina. Segundo a revista, pesquisas realizadas pelo Hospital Massachusetts General, em Boston, concluíram que os ovários contêm células-tronco que dão origem a células dos órgãos. Essas células-tronco seriam capazes de se converter em oócitos (gameta feminino que ainda não atingiu a maturidade), permitindo as mulheres produzirem, na idade adulta, novos oócitos, além da reserva inicial programada pelo organismo.

Esta pesquisa revoluciona o pensamento e prática atual dos profissionais da área ginecológica e de reprodução humana que dispunham da informação de que a mulher nasce com um estoque definido de oócitos que diminuem ao longo dos anos.

As pesquisas continuam, mas dá esperança às mulheres que enfrentam a infertilidade feminina, inclusive as que tiveram câncer. Dedinhos cruzados!

A atriz Christina Applegate teve uma gravidez bem-sucedida após enfrentar um câncer de mama.

Fontes: Marie Claire (edição junho 2012), Nature Medicine e Biologia no Laboratório.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s