10 dicas de produtos e atitudes para fazer uma boa viagem

Padrão

Assisti a um vídeo do UOL em que a jornalista e colunista de turismo do jornal norte americano The New York Times, Stephanie Rosenbloom, dá 5 dicas de serviços e produtos que facilitam a vida do viajante, seja a trabalho ou a lazer.

Trouxe aqui para vocês as dicas dela e acrescentei mais 5 baseadas na minha experiência e nas dicas dos amigos:

1. Substituir os potes de cremes tradicionais por um modelo mais flexível. Ela indica os da marca Gotoob (HumanGear). Cada tubinho custa, em média, 6 dólares. Bom, na verdade, não acho essa dica muito útil, mas… é o que ela sugere.

2. Sua segunda sugestão é usar saco plástico redutor a vácuo. Ele reduz espaço porque suga todo o ar das roupas. Uma beleza. Aqui no Brasil é fácil adquiri-lo. Tem no catálogo da Avon por um preço atraente. Eu costumo colocar as roupas sujas porque, além de eu ganhar espaço nas malas, as roupas sujas não se misturam com as peças limpas.

Também vejo outra utilidade: se você tem filhos pequenos e vai fazer alguns passeios pela cidade, leve roupas para uma emergência. Para não estourar sua bolsa, utilize os sacos!

3. Para quem não tem iPhone, use a bateria reserva da New Trent que se adapta bem aos outros modelos de celulares, como o Blackberry. Ah, e iPhone também!

4. O aplicativo Triplt é muito eficaz para organizar a viagem. Disponibiliza mapas e rotas. Uma mão na roda para quando você está chegando à cidade e tiver que pegar táxi ou durante o passeio para se situar melhor.

5. Dicas para as mulheres: os vestidos feitos na Patagônia. Eles são leves, secam rápido, inclusive na região das axilas e no colarinho, tem proteção solar interna e custa menos de 50 dólares. Esta roupa é chamada de “vestido para qualquer clima” (all weather dress). Em espanhol se chama “vestido ultra ligero”.

Agora, algumas dicas que eu acredito serem úteis para uma viagem tranquila e segura:

6. Acho que pilhas recarregáveis são muito úteis numa viagem, principalmente se você ainda tem equipamentos que necessitam dela, como máquina fotográfica. Hoje em dia, os modelos mais modernos podem ser abastecidos até no seu computador/laptop. Não são muito baratas, mas pelo sua longevidade e contribuição ao meio ambiente, vale sim o investimento.

7. Para quem tem filho pequeno, atenção redobrada com a segurança. Lá fora isso é coisa séria, por isso o mercado disponibiliza uma mochila/cadeira para ser usado no carro que você alugou ou no táxi que vai pegar. Sempre que eu viajada, carregava a cadeira de segurança da Laís. Além de pesada (problema relevante em uma viagem de avião), ocupava bastante espaço, nem sempre liberada para levar como objeto de mão. O modelo da Trunki Boostapak é muito bacana porque ocupa pouco espaço e ainda carrega algumas coisas. Capacidade para 8 kg, mas não se esqueça de que, em geral, as empresas aéreas só permitem até 5 kg para a mala de mão, ok?

8. Se você curte ou vai fazer alguma viagem por um país exótico, como a Índia, tenha em mãos um purificador de água potável. Existem, no Brasil, as pastilhas. Lá fora comercializam um equipamento chamado Steripen Water Purifier que é colocado dentro da água eliminando vírus e bactérias. Não é barato, custa, aproximadamente, 100 dólares. Todos os meus colegas que foram pra lá voltaram chocados com a má qualidade da água. Evite uma infecção intestinal durante sua viagem!

9. Não pode faltar na mala um adaptador universal de tomadas de eletricidade. Alguns modelos vêm com entrada USB. As tomadas de Londres, por exemplo, são incompatíveis com os modelos brasileiros. Fique atenta, ainda, a voltagem. Em São Paulo é 110 w, mas, na maioria dos lugares do mundo, é 220 w.

10. Ande com cópia do seu passaporte! Jamais ande com o original, pois, caso seja roubada, vai dar um trabalhão daqueles pra resolver. Se o pior acontecer, faça o seguinte: registre a ocorrência na delegacia e procure o consulado ou embaixada brasileira no país que estiver (prepare-se para outro drama: os horários de atendimento ao público são bem restritivos e a política de entrega do passaporte varia de um país pra outro) para solicitar um passaporte emergencial. E prepare-se para pagar uma nota preta. Por sinal, além do passaporte é bom andar apenas com a cópia da identidade. Os demais documentos, exceto carteira de motorista, são desnecessários numa viagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s