Fama, beleza e simplicidade: o retrato de Cécile de France

Padrão

Quem assistiu ao filme Além da Vida reconhece facilmente este rosto: a bela atriz belga, Cécile de France, dividiu os holofotes com o ator norte americano Matt Damon. Ela volta à telona com o filme Superstar que estreia no dia 29 de agosto, na Europa.

Em entrevista para a revista Madame Figaro da semana passada, a atriz de 37 anos se mostra uma pessoa muito simples e pé no chão.

Com o cast do filme Além da Vida.

MF: Qual a sua principal característica?

Cécile: Eu sou uma sonhadora. A solidão não me assusta. Ao contrário, eu escapo facilmente.

MF: Do que você menos se orgulha?

Cécile: Eu sou egoísta. Eu penso primeiro na minha maçã.

MF: O que você não gosta nos outros?

Cécile: A moleza. Eu gosto de pessoas que são ativas, que têm ideias, que tem raiva, que fazem as coisas acontecerem.

MF: O que você mudaria na sua casa, se pudesse?

Cécile: Eu amaria saber cozinhas.

MF: E na sua família?

Cécile: Nada, absolutamente nada.

Revista Madame Figaro, 2007.

MF: Seu truque contra o stress?

Cécile: O trabalho.

MF: Seu gesto ecológico?

Cécile: Meu jardim, minha casa no campo onde eu moro. Eu não uso fertilizantes. Tudo é orgânico.

MF: O que você conseguiu de melhor na sua vida?

Cécile: Esta torta. Eu digo de qualquer maneira porque é verdade: são os meus filhos. Um menino de 5 anos e uma menina de 5 meses.

MF: O seu herói?

Cécile: Esta ainda mais torta. Eu digo sempre porque é verdade: meu marido.

MF: Seu motor?

Cécile: O prazer de contar histórias frequentemente distorcidas. Eu amo isso. Principalmente como eu tenho uma vida muito simples, muito estável. Eu passo longe de qualquer forma de ansiedade.

Site Zimbio, 2006.

MF: As três peças básicas que você veste?

Cécile: Um par de tênis, uma camiseta e um macacão.

MF: Para você a elegância é?

Cécile: Uma parisiense atravessando a rua. Ela é chique por essência.

MF: Para você a vulgaridade é?

Cécile: A histeria midiática. É disso que fala o filme (Superstar).

MF: O que a crise mudou em você?

Cécile: Até o momento, nada. Se a crise diminuísse o consumo não seria uma coisa ruim.

MF: Os convidados perfeitos para um jantar em casa?

Cécile: Clint Eastwood e Tilda Swinton.

MF: O seu livro preferido?

Cécile: “Caresser le velours” (Toque de veludo/Tipping the velvet), de Sarah Waters, uma escritora britânica.

MF: A moda que incomoda você?

Cécile: Eu sou uma belga que mora na fazenda. Eu não presto atenção às tendências.

MF: Sua maior extravagância?

Cécile: Sair nua na chuva e correr nos campos com os meus filhos.

MF: O que você mais valoriza nos seus amigos?

Cécile: Eles me seduzem com seu humor, sua imaginação e sua sensibilidade.

MF: Um lugar que você gosta?

Cécile: Meu jardim. Um lugar calmo, ordenado e natural.

MF: Que mãe é você?

Cécile: Sou muito presente. Eu não posso viver sem a minha família.

MF: Sua palavra favorita?

Cécile: Dodo*

* palavra infantil que significa cama/nanar.

MF: O que você gostaria que falassem de você?

Cécile: Ela é muito legal.

MF: Sua Madeleine de Proust*?

Cécile: Os Dentes de Drácula (uma bala/doce belga que gruda nos dentes)

* A expressão “madeleine de Proust” remete a lembranças/emoções do passado.

Maio de 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s