Bisfenol: por que faz mal?

Padrão

bisfenol free1

Você checa a procedência dos produtos que você compra para a sua casa, para os seus filhos, sobrinhos, afilhados e filhos dos amigos?

Quantos brinquedos bonitinhos compramos e nem imaginamos que são feitos de produtos tóxicos?! Quantos plásticos utilizamos para guardar nossos alimentos acreditando que estamos armazenando bem, mas estão sendo contaminados com ingrediente que fazem mal à saúde?

A falta de informação é o regozijo dessas empresas que agem com má fé. Sabem que seus produtos prejudicam e comprometem a saúde de crianças e adultos, mas, como não têm ética, ejetam no mercado – com propagandas sedutoras e cheias de emoção – suas roupas, acessórios, brinquedos e puericulturas.

bisfenol free2

Até 10 anos atrás, as mamadeiras que comprávamos e dávamos leites, sucos e água para nossos bebês continham a resina Bisfenol-A/BPA. Ela está presente na maioria dos plásticos! Sendo uma molécula instável, ela se desprende do plástico, contaminando o alimento e, consequentemente, quem o ingere. Sua presença está fortemente relacionada ao câncer de mama, distúrbios cardíacos, alterações hormonais, obesidade e hiperatividade.

Mas é só nas mamadeiras? Não! Nos copos plásticos tão usados em festas por serem práticos, na parte interna dos enlatados, nos squeezes, nos garrafões de água de 5 litros, nas embalagens plásticas para acondicionar os alimentos na geladeira ou freezer, em muitos brinquedos, em materiais médicos e até dentários.

Crédito: Gyres org

Crédito: Gyres org

E tem muita conversa fiada – por ignorância – de que o uso desse material é tão baixo e insignificante. Não é! As pesquisas mostram que mesmo em doses muito baixas, o Bisfenol-A é altamente prejudicial à saúde humana. Ele age como estrogênio, relacionado a muitas doenças, como dissemos acima.

A boa notícia é que o mercado brasileiro, por pressão de ONGs que defendem o consumidor, começa a comercializar plásticos domésticos sem essa resina. São um pouco mais caros, mas vale a pena. Inclusive, as empresas que fazem mamadeiras também se adaptaram a essa nova exigência do cliente. A má notícia é que, pesquisas recentes mostram que, nem mesmo livre de BPA, o plástico é sempre seguro.

Crédito: Fit Sugar

Crédito: Fit Sugar

Melhor mesmo do que usar plástico é trocar por vidro, mas bem sei a dificuldade de manusear este material no dia a dia de casa. Então, agora que você está ciente dos malefícios do plástico comum, procure trocar os que você tem em casa. Quando for fazer festinhas, procure copos de papel, além de mais seguros, são lindos, com desenhos muito bacanas. O mercado dispõe de muitos modelos de garrafinhas de água e outros produtos sem BPA.

Na verdade, quanto menos consumo de plásticos, melhor para a nossa saúde e para o meio ambiente. Para quem busca mais informações, segue abaixo alguns links para consulta. Espero que este post proporcione maior bem-estar para você e sua família.

beijos,

Mara Maia

Crédito: Organics Australia Online

Crédito: Organics Australia Online

Fontes:
Discovery Health: Even BPA-Free Plastic not always safe
Happy Baby USA: BPA/Phthalate free does not mean Estrogenic Activity Free nor is it 100% safe
Dr. Mercola: BPA-Free Products Still Contain Bisphenols of Equal  Toxicity
O Tao do Consumo: O que é Bisfenol-A?
Wikipedia: Bisfenol

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s