Como mudar os hábitos

Padrão

maus hábitos_bycommcounselor

Há pouco mais de um mês, o site GOOP, da atriz Gwyneth Paltrow, entrevistou Jeremy Dean, autor do livro Making Habits, Breaking Habits, que explicou como os hábitos podem nos aprisionar e como nos tornamos refém deles.

A solução é simples, mas o mecanismo é mais complexo, pois mexe com crenças, rotina, força de vontade e vigilância.

Como se cria um hábito? Pela repetição. E como mudamos? Devemos criar, por repetição, outro comportamento, assim o inconsciente absorve e introjeta na mente. Você “engana” o seu cérebro, entende?

livro_Making Habits, Breaking Habits

Mas é fácil falar e difícil praticar. É, sem dúvida, uma guerra entre o novo e velho. E é aí que entra a força de vontade. O seu desejo de mudança deve ser maior que a força do seu hábito.

O ponto de partida é ter um objeto muito claro e que você o visualize. Crie um roteiro de ação, uma sequência. A técnica do autor para ajudar as peças é usar o SE/ENTÃO. Ele exemplifica: “se você está tentando não comer lanches não saudáveis entre as refeições, você pode usar essa técnica, onde o SE é a situação e o ENTÃO é a ação”. Se quer comer algo saudável, então coma uma maça!

Fazer um plano consciente ajuda e acelera na mudança de hábitos e na inserção de novos hábitos.

Fonte: 123rf

 

Fonte: 123rf

Fonte: 123rf

Outras dicas de Dean para dar um gás às suas novas decisões:

  • Se sua força de vontade é baixa, invista na autoafirmação. “Pense em algo ou alguém que seja importante para você e, quando estiver se sentido fraco ou cansado, isso pode lhe ajuda a aumenta o seu autocontrole”.
  • Deixe mensagens pela casa, em lugares que você visualiza sempre, para lembrá-lo do que quer mudar.
  • Assuma sua mudança como um pré-compromisso. Assim você vence os momentos em que se sente mais vulnerável e frágil.
  • Não seja imediatista. Assim como você cultivou os antigos hábitos por um longo tempo da sua vida, os novos hábitos demandam tempo para serem absorvidos e praticados. Seja paciente! Cada pessoa tem seu ritmo e a técnica adotada também determina o tempo.

Capa O poder do habito.indd

Bom, eu comprei há dois meses, numa mega promoção, o livro O poder do Hábito, de Charles Duhigg, também indicado na matéria. Acho um bom investimento para compreendermos como o hábito se constrói em nossas vidas e até mesmo no trabalho, numa incorporação. Sua técnica trabalha com a recompensa. Há vários exercícios visuais que nos auxiliam na aplicação de seu método, seguindo a sequência Sugestão, Rotina, Recompensa.

Penso que ele funciona bem para vários objetivos, inclusive para quem quer perder peso e falta técnica para enfrentar esse desafio na vida.

Sugiro, ainda, a leitura da matéria Livre-se dos maus hábitos, publicada na revista Galileu. Tem boas dicas para você fazer as mudanças necessárias. Bom, com tantas leituras e técnicas, tenho certeza que você, desta vez, muda o seu roteiro.

Fonte: GOOP

Beijos, pessoal!

Mara Maia

»

  1. Wow!
    Amei seu post… Adoro textos assim!
    Gosto muito de ler e saber sobre tudo (claro, de tudo um pouco).
    De fato, nossos hábitos é o que nos mata de pouquinho em pouquinho. Fazendo-os com sabedoria podemos ganhar alguns dias bônus.
    O poder do “Se” e “Então” é importante também quando “pregamos” em todos os nossos tipos de relação, seja ela de amizade, profissional ou namoro.
    Parabéns pelo post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s