Por que não se deve usar produtos com formol?

Padrão

formol

O Globo Ciência fez uma matéria muito interessante sobre o uso de FORMOL e outros produtos que alisam os cabelos. Vocês viram? A matéria foi ao ar no final de março, mas o assunto continua atual.

Quem frequenta o ENCONTRO DE AMIGAS já deve ter percebido que pouco falo de produtos de estética e beleza. A grande maioria tem, em sua composição, ingredientes maléficos à saúde humana. Como amiga, só pode sugerir produtos que unam beleza e saúde.

Vivian Amaral

Vivian Amaral

O repórter entrevistou a dermatologista Vivian Amaral sobre o real risco do uso de FORMOL e se a percentagem de 0,2% é realmente segura para a saúde. A médica garante que com um valor tão baixo, o formal não põe em risco a saúde humana, pois atua apenas como conservante do produto. O que o repórter deixou de esclarecer com ela foi:

  • Com uma percentagem tão baixa, o formal alisa os fios?
  • Caso não, já que ela mesma diz que 0,2% serve apenas para conservar o produto, como os salões aplicam e os fios ficam lisos?

formol2

Mas a médica admite que a exposição crônica ao produto possa desencadear vários problemas, no couro cabeludo, como dermatite, coceiras, vermelhidão, escamação, queimaduras e até queda de cabelo. Durante o processo de aplicação, o formal libera vários tipos de vapores, provocando irritação nos olhos e nas vias aéreas. Em seguida, ela explica que testes realizados em institutos que estudam o câncer mostram que há uma relação entre o desencadeamento da doença no corpo com o uso de formol. E a doença só de manifestar 20/30 anos após a exposição.

A doutora Vivian informa que há dois produtos sendo usados nos salões de beleza sem amônia na composição e sem maiores riscos aos usuários. São eles TIOGLICOLATO DE AMÔNIA e GUANIDINA.

Mas, como o repórter bem coloca, mesmo com todas as informações na imprensa e orientações da ANVISA, milhares de pessoas continuam utilizando produtos com formal para alisar os fios. Aqui e ali morre um. Um tanto maior perde os cabelos ou passam a sofrer de calvície.

Ciro Alberto de Oliveira sendo entrevistado pelo repórter do Globo Ciência. Foto: Rede Globo.

Ciro Alberto de Oliveira sendo entrevistado pelo repórter do Globo Ciência. Foto: Rede Globo.

Para explicar bem explicadinho, de forma bem didática, ele entrevista o pesquisador e professor de Ciências Biológicas, da Universidade Federal do Paraná, Ciro Alberto de Oliveira Ribeiro. A pergunta-chave foi: “o uso do formal compromete a vida das células?”.

O professor confirma e explica todo o processo. Vale assistir ao vídeo (link abaixo) e ouvir sua explicação. Como o formol age, como ele provoca mortes celulares, como é feita a reposição das células e o desenvolvimento do câncer.

Os malefícios do formol

Conselho do pesquisador: “o formol é uma molécula extremamente tóxica, extremamente complexa do ponto de vista de risco de exposição humana. Isto está comprovado técnica e cientificamente. As pessoas têm que começar a perceber isso e mudar um pouco o seu comportamento. Se ela pode usar outro tratamento com uma outra substância que seja menos tóxica, pelo menos até o momento, pois não sabemos o teor tóxico de todas as moléculas. Seja mais crítica,… não se exponha gratuitamente a qualquer coisa”.

Pessoal, fica aí o ponto de vista de dois profissionais e tirem suas próprias conclusões.

beijos,

Mara Maia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s